A saga de Bolsonaro com a cloroquina: de tuítes de Trump à CPI da Covid

Em poucas semanas entre março e maio de 2020, ainda no início da pandemia, ganhou ímpeto no mundo inteiro a discussão em torno de medicamentos que, esperava-se, tivessem o poder de “virar o jogo” na batalha contra a covid-19.

A cloroquina e a hidroxicloroquina passaram a ser objeto de uma corrida às farmácias e de pesquisas variadas.

Mas essa empolgação com as duas drogas foi diminuindo à medida que as evidências científicas passaram a apontar que elas não traziam benefícios aos pacientes, além de terem efeitos colaterais graves e darem uma falsa sensação de proteção contra o coronavírus.

Não no Brasil. Por aqui, o presidente Jair Bolsonaro manteve até este ano a defesa da cloroquina e da hidroxicloroquina como parte do que chamou de “tratamento precoce”, embora em declarações recentes tenha admitido que não existe medicamento “certo” para tratar a covid-19.

Neste vídeo, a repórter Paula Adamo Idoeta conta a história de como esses medicamentos ficaram tão frequentes na fala do presidente e nas políticas do governo contra a doença – o que virou alvo da CPI da Covid.

Leia também a reportagem: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-57166743

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: www.bbc.com/portuguese

#BBCNewsBrasil #Covid19 #Bolsonaro

You May Also Like