Após declaração de Bolsonaro, TSE afirma que partidos podem fazer auditorias privadas

Durante transmissão nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) relatou que o seu partido irá contratar uma auditoria para fiscalizar o sistema eletrônico de votação para as eleições deste ano. A declaração surgiu como uma ameaça caso a empresa não fosse autorizada.

Em nota, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou que os partidos estão autorizados pela lei a fiscalizar a votação e podem indicar técnicos para acompanhar as fases de especificação e de desenvolvimento de todos os programas de computador utilizados nas urnas eletrônicas.

#JTCultura #JornaldaTarde

You May Also Like