Conversas: uma análise sobre as manifestações contra Jair Bolsonaro

‘Não dá para esperar o fim da pandemia para ir às ruas contra Jair Bolsonaro”, “Bolsonaro é mais perigoso que o vírus”, diziam os brasileiros que se reuniram no último sábado, 29, para protestar contra a má gestão da pandemia e pedir por vacinas e pelo impeachment do presidente da República.

Apesar das recomendações de distanciamento social, atos foram registrados em todos os estados e no Distrito Federal. Na Av. Paulista, cerca de 10 quadras foram tomadas pela população. Não foi o maior protesto da oposição desde a eleição de 2018, mas a quantidade de pessoas aglomeradas em plena pandemia impressionou. E isso não pode ser ignorado.

Por isso, no ‘Conversas com o Meio’ desta semana, o editor Pedro Doria recebeu três especialistas em política em um painel sobre os efeitos do 29M. O que pode acontecer se os protestos se tornarem frequentes no país?

Confira um papo com:
Marco Ruediger – diretor de Análises de Políticas Públicas da FGVDAPP
Ricardo Rangel – analista político e colunista da Veja
Orlando Thomé – estrategista eleitoral e idealizador do Foca na Estratégia
__
CONVERSAS COM O MEIO

Toda terça-feira, às 18h15, no YouTube. Às 20h, no Spotify

📼 https://www.youtube.com/MeioEmVideo​​​​
🎧 https://open.spotify.com/show/5RGYKiGrnehhVUdxXDLpFz

___
CANAL MEIO

O Meio é uma newsletter gratuita de notícias, sai de segunda a sexta-feira e chega de manhã cedo ao seu e-mail.

A leitura demora menos de oito minutos. E todas os fatos essenciais do dia estão ali, concisos para você. Da política ao que estreia na Netflix.

Assine e fique bem informado!

https://www.canalmeio.com.br​​​​​​​​​​​

#Meio​​​​​​​​​​​ | #29M | #Manifestações I #Bolsonaro

You May Also Like