Exército brasileiro decide não punir o ex-ministro da saúde, general Eduardo Pazuello

De acordo com o alto comando do exército, o general Eduardo Pazuello não cometeu “transgressão disciplinar” por participar de um ato político ao lado do presidente Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro. Por isso, o processo disciplinar foi arquivado.

#JornaldaCultura

You May Also Like