Impunidade no Exército: Pazuello fica ileso por participação em ato pró-Bolsonaro

O exército brasileiro decidiu não punir o general Eduardo Pazuello por sua participação em um ato em apoio ao presidente Jair Bolsonaro no último dia 23, no Rio de Janeiro. A decisão contraria o Regulamento Disciplinar do Exército e o Estatuto das Forças Armadas, que proíbem que militares da ativa se posicionem politicamente.

O que a escolha por não punir um militar apoiador do presidente pode indicar para a democracia brasileira? Que mensagem as Forças Armadas passam para outros integrantes do exército e órgãos militares do país?

Os jornalistas Pedro Doria e Cora Rónai discutem as possíveis consequências da impunidade de Eduardo Pazuello no novo episódio de Pedro+Cora.

___
EPISÓDIOS NOVOS

Terças e sextas-feiras no YouTube e no Spotify

📼 https://www.youtube.com/MeioEmVideo
🎧 https://open.spotify.com/show/485bz3UUmNd0fOBeNalanw?si=YUZUlAZXS_iFTdhZn7LSHw
___
CANAL MEIO

O Meio é uma newsletter gratuita de notícias, sai de segunda a sexta-feira e chega de manhã cedo ao seu e-mail.

A leitura demora menos de oito minutos. E todas os fatos essenciais do dia estão ali, concisos para você. Da política ao que estreia na Netflix.

Assine e fique bem informado!

https://www.canalmeio.com.br​​​​​​​​​​​

#Meio I #Pazuello I #Bolsonaro I #Manifestações

You May Also Like