Macron é agredido com tapa no rosto no sul da França

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi surpreendido com um tapa no rosto após visitar um hotel-escola em Tain-l’Hermitage, no sul do país.

Um homem é visto segurando o presidente, que tinha ido falar com o público presente, e desferindo o golpe.

Segundo relatos na imprensa francesa, ele teria gritado “Abaixo o macronismo” enquanto agredia Macron, que logo foi puxado por um segurança.

Dois homens foram detidos, e estavam sendo ouvidos pela polícia. O incidente fez as autoridades aumentarem o policiamento na região.

O primeiro-ministro da França, Jean Castex, condenou o ataque durante discurso no Parlamento. Segundo ele, tratava-se de um ataque à democracia.

Marine Le Pen, líder de extrema-direita e rival do presidente, também condenou a agressão. “Embora o debate democrático possa ser amargo, jamais pode tolerar violência física”.

Logo após a agressão, Macron voltou a falar com o grupo de pessoas.

Mais tarde, ele classificou o incidente como algo isolado.

“Não devemos deixar pessoas ultraviolentas dominarem o debate público – elas não merecem”, afirmou o presidente, segundo o jornal francês Le Dauphiné.

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: www.bbc.com/portuguese

#BBCNewsBrasil #França #EmannuelMacron

You May Also Like