Paulo Gustavo: asma foi erroneamente atribuída como comorbidade na morte | Ouça 9 minutos

Durante a apresentação da final do programa Big Brother Brasil, na TV Globo, na noite da terça-feira (4/5), o apresentador Tiago Leifert precisou dar a notícia da morte de Paulo Gustavo por complicações da covid-19. A morte havia sido anunciada minutos antes.

Numa conversa com os participantes, o jornalista comentou que o ator e comediante tinha “comorbidades”.

Durante a tarde de terça, quando as notícias sobre o estado de saúde do artista não eram animadoras, essa informação já havia sido negada pela atriz Tatá Werneck, uma das melhores amigas de Paulo Gustavo, em postagens nas redes sociais:

“Paulo não tem comorbidades! Teve asma há 10 anos e nunca mais teve crise. Enxerguem a realidade! Parem de negar a gravidade desse vírus”, escreveu.

As informações desencontradas confundiram ainda mais pessoas com asma e seus familiares, que ficaram assustados com um eventual risco aumentado de desenvolver formas graves da covid-19.

Entenda, neste áudio, por que a asma não é considerada um fator de risco para a covid-19.

Leia também a reportagem: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-57004192

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: www.bbc.com/portuguese

#BBCNewsBrasil #NotíciaEmÁudio #PauloGustavo

You May Also Like