Uma em cada cinco vidas teria sido salva se o governo federal tivesse aceitado ofertas de vacinas

Segundo o cálculo de Pedro Hallal, epidemiologista da Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, pelo menos 95 mil pessoas poderia ter sobrevivido à Covid-19 se as ofertas de vacinas da Pfizer e CoronaVac tivessem sido aceitas. O #JornaldaCultura repercute a campanha de vacinação no Brasil

You May Also Like